O cotidiano acelerado pelas tecnologias.

Absolutamente todas as atividades humanas vivem sob a pressão constante do avanço das tecnologias, No cotidiano de todas pessoas o tempo fica cada vez mais comprimido e precisa ser potencializado. Conheça os exemplos práticos de solução para cortinas da Couselo.

 

Anúncios

Suportes

O suporte fornece toda a sustentação onde o varão é pendurado. Os suportes podem ser encontrados em diversos tipos de materiais e devem estar em harmonia com o varão e com a ponteira. Eles podem ser fixados no teto ou na parede. O número de suportes instalados depende do tamanho do varão, se ele tiver até dois metros deverão ser usados dois suportes para a sustentação. Se o varão possuir uma medida maior, precisará adicionar um suporte para cada metro de varão a mais. Caso um varão tenha três metros, por exemplo, serão necessários três suportes, se isso não for feito ele poderá se romper.

 

Suportes.jpg

Ponteiras

As ponteiras são peças encaixadas nas extremidades dos varões, que possuem como principal função impedir que as cortinas deslizem e caiam quando forem manuseadas. Podem também ser decorados, valorizando a estética do varão e da cortina como um todo.
A escolha da ponteira deve ser feita com base no material do varão e da cortina para que os elementos estejam de acordo um com o outro.

casa ponteira cortina baixa.jpg

Todos querem Couselo!

 

A Couselo lidera o segmento de acessórios para cortina. Sua marca identifica qualidade, tendências técnicas e de estilo. Estas características fazem com que seus produtos sejam copiados e haja no mercado perigosas imitações. Ao adquirir um acessório Couselo exija na embalagem original.

blog2.png

Os Segredos da Cortina Perfeita – Parte 9

Varões e acessórios

Fáceis de instalar e fabricados com diferentes materiais, os varões são geralmente utilizados aparentes, quando não há cortineiro para embutir a cortina. A recomendação é para que o suporte ultrapasse em 20 cm a dimensão da cortina, sendo 10 cm de cada lado o ideal. Os varões podem se diferenciar pelo diâmetro, geralmente entre 13 e 32 mm. Os mais finos são indicados para cortinas leves, utilizadas em cozinhas e quartos, enquanto os mais robustos são capazes de suportar modelos pesados e volumosos. Um acessório importante são as ponteiras, que além de decorativas, ajudam a evitar que as cortinas escapem quando movimentadas.

_2481625

Os Segredos da Cortina Perfeita – Parte 8

Dobras e barras

Detalhes como pregas e barras ajudam a sofisticar a cortina. As pregas do tipo macho-fêmea, americana e paulista criam volume. A barra serve para ajustar o tamanho e pode variar de 10 a 40 cm, sendo as mais altas consideradas mais sofisticadas.

2qg1ndhst1uucnjwmef08by1d

 Prega macho: ideal para quem cortinas muito volumosas. É feito com duas dobras unidas em sentido oposto no cós da cortina, o que traz o tecido para frente e ganha mais imponência. Lembre-se, no entanto, de que é preciso dosar a quantidade de tecido. O mais indicado é franzir até duas vezes e meia o tamanho do pano a cada dois metros de largura.

1yhhvy4mnsu94sixdj6vcey4s

 Prega fêmea: também é formada por duas dobras, em sentidos opostos, mas neste estilo elas se encontram no lado da frente do tecido. O modelo é bastante popular nas salas de estilos clássicos, pois o caimento é mais reto e comportado.

1iqg8vj0n1ajgte4x7s1kk6d7

 Prega americana: mais clássica, possui dobras triplas no arremate superior da cortina, deixando o franzido virado para o alto e com um aspecto volumoso mais reto.

7lc06mk75dpbtuhjk02cndtyl

 Prega paulista: as dobras ficam intercaladas nos dois sentidos e produzem um efeito maior de ondulação. O volume é evidente na parte superior da cortina e o restante do tecido fica mais liso.

 

Fonte