Os Segredos da Cortina Perfeita – Parte 8

Dobras e barras

Detalhes como pregas e barras ajudam a sofisticar a cortina. As pregas do tipo macho-fêmea, americana e paulista criam volume. A barra serve para ajustar o tamanho e pode variar de 10 a 40 cm, sendo as mais altas consideradas mais sofisticadas.

2qg1ndhst1uucnjwmef08by1d

 Prega macho: ideal para quem cortinas muito volumosas. É feito com duas dobras unidas em sentido oposto no cós da cortina, o que traz o tecido para frente e ganha mais imponência. Lembre-se, no entanto, de que é preciso dosar a quantidade de tecido. O mais indicado é franzir até duas vezes e meia o tamanho do pano a cada dois metros de largura.

1yhhvy4mnsu94sixdj6vcey4s

 Prega fêmea: também é formada por duas dobras, em sentidos opostos, mas neste estilo elas se encontram no lado da frente do tecido. O modelo é bastante popular nas salas de estilos clássicos, pois o caimento é mais reto e comportado.

1iqg8vj0n1ajgte4x7s1kk6d7

 Prega americana: mais clássica, possui dobras triplas no arremate superior da cortina, deixando o franzido virado para o alto e com um aspecto volumoso mais reto.

7lc06mk75dpbtuhjk02cndtyl

 Prega paulista: as dobras ficam intercaladas nos dois sentidos e produzem um efeito maior de ondulação. O volume é evidente na parte superior da cortina e o restante do tecido fica mais liso.

 

Fonte

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s